JORNAL GAZETA MERCANTIL CEARÁ/12 DE JANEIRO DE 1999

JORNAL FOLHA DE SÃO PAULO/10 DE OUTUBRO DE 1999
10 de janeiro de 2020

JORNAL GAZETA MERCANTIL CEARÁ/12 DE JANEIRO DE 1999

Troller comercializa 100 jipes em dois meses 

A Troller, fabricante cearense de jipes, só não está vendendo mais veículos porque não tem representação em lugares como Rio de Janeiro e Curitiba. Desde que começou a produzir os jipes 4×4, em novembro do ano 

passado, a montadora comercializou 100 unidades e há pessoas na fila de espera. Atualmente, são quatro concessionárias: Fortaleza, Natal, Parnaíba (Piauí) e São Paulo. De acordo com Mário Araripe, sócio da empresa, em abril estará sendo inaugurada numa revenda em Salvador e cercados como Recife, São Luís e Curitiba estão sendo analisados. Por enquanto, são fabricados três jipes por dia. 

JORNAL O POVO/25 DE JANEIRO DE 2000 

Equipe Troller comemora quarto lugar A dupla genuinamente cearense, Arnoldo Júnior e Galdino Gabriel, disputando na categoria novatos, obteve a melhor colocação entre as duplas da Troller. No geral ele terminaram em 46° lugar. 

Um dia para descansar. Foi assim que a equipe Hollywood Troller passou ontem, depois de festejar na noite de domingo a chegada ao Cairo, destino final da 22a edição do Dacar-Cairo, com os quatro carros da equipe. Ontem os integrantes acordaram mais tarde e foram conhecer as belezas do Cairo, como as pirâmides, museus, passeios de barco pelo Rio Nilo, aproveitando para fazer algumas compras. Em seguida, iriam levar os carros para o Porto de Alexandria – a cerca de 200km do Cairo, de onde seriam embarcados para o Brasil. “Estamos a beira do Nilo, a cidade é muito interessante, com visuais lindos”, contou o piloto cearense Arnoldo Júnior. Na noite de encerramento da prova, a equipe preferiu comemorar com um jantar íntimo, com a presença de todo o time, juntamente com o dono da Troller, Mário Araripe. No mesmo dia, a TSO – organizadora da prova programou uma festa para uma festa para todos os competidores, com direito a um conserto com o francês Jean Michel Jarre, em frente ás esfinges. “Estávamos todos muito cansados, mas o jantar se estendeu até de madrugada”, disse Arnoldo, que ao lado de seu navegador, o também cearense Galdino Gabriel, foram os melhores colocados da equipe, com a 4a colocação na categoria Novatos e 46° na geral. Dos 28 inscritos na categoria novatos, apenas 17 completaram a prova, pouco mais da metade. E a equipe Hollywood Troller provocou que o 4×4 nacional pode andar tão bem quanto as grandes marcas consagradas, ao colocar 3 carros entre os 11 primeiros. Cacá Clauset / Amyr Klink ficaram em 6° e Roberto Macedo / Marcos Emírio de Moraes em 11°. A dupla campeã brasileira Reinaldo Varella / Alberto Fadigatti ficou fora da classificação, em função do acidente sofrido no deserto da Líbia, 13a etapa do Rali. Mas Varella homenageou seu companheiro, o veterano Fadigatti, com 30 anos de experiência em provas de rali, e levou seu Troller – que não sofreu praticamente nada no campeonato – até o Cairo, conforme era o objetivo inicial. Na geral: Clauset / Klink 53° e Macedo / Morais 75°. No total largaram 135 carros e apenas 95 concluíram a provas. Todas as dificuldades enfrentadas até a chegada literalmente faraônica ao Cairo, ficaram para trás, face à enorme satisfação de concluir esse grande desafio. Arnoldo vence medo do deserto O cearense Arnoldo Júnior recebeu uma folga de três meses do seu trabalho para se dedicar à preparação do carro, o Troller fabricado no Ceará. A quarta colocação na categoria Novatos no rali Paris-Dacar-Cairo foi comemorada por Arnoldo e seu companheiro Galdino Gabriel: “Missão cumprida”. No final do mês, a equipe cearense vai estar de volta a Fortaleza, esticando a comemoração pelo desempenho na aventura do deserto. A seguir, uma entrevista com o cearense Arnoldo Jr. O Dakar: uma prova longa, de muita estratégia, onde não pode-se arriscar nada. É preciso muita ciência e boa estrutura de apoio. O Troller T5: O carro se comportou bem, mas pelo menos nessa edição do Dakar o que mandou foi velocidade alta final, os carros andam acima dos 140km/h. O momento mais difícil: Foi vencer o medo do deserto. Quando me deparei com aquele mar de areia tive que me vencer. Achava que o deserto era intransponível, não existiam caminhos. Hoje sei que é difícil, mas dá para passar. O momento mais crítico: Não tive momentos críticos, o mais difícil para mim foram algumas panes na bomba de combustível, mas isso deu-se ao combustível da Líbia. Passamos umas 2 horas parados no deserto tentando consertar. Foi um momento de apreensão, pois não sabíamos se o apoio iria nos encontrar. A maior satisfação: Foi receber a bandeirada final e ser cumprimentado pelo Hubert Auriol. Foi um misto de emoção e alívio, aquela sensação boa de dever cumprido. Valeu a pena?: Valeu! Foi muito bom participar do Dakar. Gostaria de fazer um agradecimento especial ao Rogério Farias, o pai do Troller, ao Mario Araripe, e ao meu pai, que me liberou 3 meses do trabalho para eu me dedicar à preparação do carro e aos mecânicos que fizeram um trabalho incansável. 

RECORTES DE JORANAIS 

Boa Classificação para cearenses no Dakar-Cairo O rali Dacar-Cairo teve um saldo positivo para os pilotos brasileiros. A equipe do Ceará colocou 3 carros 4×4 entre os 11 primeiros. Arnoldo Junior e Galdino Gabriel ficaram em 4° lugar. Cacá Clauset / Amyr Klink ficaram em 6° e Roberto acedo / Marcos Emírio em 11°. 

Equipe Troller segue firma na vice-liderança A equipe Hollywood Troller cumpriu mais uma dia de desafio e segue firme e completa – com os quatro carros – rumo ao Cairo, principal objetivo do time em sua primeira participação no maior rali do mundo. Mas ontem, após a realização da 12a etapa, tinha mais um motivo para comemorar: a vice-liderança na geral da categoria Novatos, obtida com excelente desempenho da dupla Arnoldo Jr/Galdino Gabriel, que agora está apenas 32 minutos dos líderes, os italianos Gomieiro/Picchiottino, com Nissan. A TSO premiará o campeão da Novatos com US$ 25mil. De todas as equipes da categoria carros, a Hollywood Troller é a única que está completa até o momento. 

Vitória Cearense – O rali Paria Dacar-Cairo teve um saldo positivo para os pilotos brasileiro, principalmente os que integraram a equipe Hollywood-Troller. Dos 28 inscritos na categoria novatos, apenas 17 completaram a prova, pouco mais da metade. E a equipe do Ceará provou que 4×4 nacional pode andar tão bem quanto as grandes marcas consagradas, ao colocar 3 carros entre os 11 primeiros. Arnoldo Junior e Galdino ficaram em 4° lugar. Cacá Clauset / Amyr Klink ficaram e 6° e Roberto Macedo / Marcos Ermírio em 11°. 

Cearenses do rali são recebidos com festa Centenas de pessoas compareceram ontem ao aeroporto Pinto Martins para recepcionar os pilotos cearenses que participaram do rali Dacar-Cairo. Os cearenses conseguiram colocar três carros Troller entre os 11 primeiros na categoria Novatos. Após desembarque os pilotos e navegadores participaram de uma carreata. 

Etapa do Dacar-Cairo em dois acidentes graves A etapa de ontem do rali Dacar-Cairo foi marcada por dois acidentes graves. O primeiro envolveu quatro carros e deixou oito pilotos feridos. No outro, o brasileiro Alberto Fadigatti, da troller, teve duas vértebras fraturadas e está fora do rali. 

A equipe Troller na vice-liderança A Equipe Hollywood Troller assumiu, ontem, a vice-liderança geral – na categoria novatos – do rali Dakar- Cairo. A dupla Arnoldo Jr/Galdino Gabriel, que agora está a apenas 32 minutos dos líderes, os italianos Gomieiro / Picchiottino, com Nissan. 

Equipe cearense brilha no Paris-Dakar A equipe cearense Troller, que participou do rali Paris Dakar, conseguiu finalizar todo o trajeto da prova encerrada ontem no Cairo, no Egito, em frente à pirâmides Quéops, Quefren e Miquerinos. E o no rali Cerapió, que também terminou ontem, o piloto de moto da equipe Nacional Gás Butano, Sólon Mendes, chegou em primeiro lugar. 

Ceará prepare-se para ser o novo pólo automobilístico FORTALEZA – O Ceará prepara-se para ser o novo pólo automobilístico do País, com a entrada em operação, nos próximos 24 meses, da nova unidade industrial da Gurgel Motores, na Região Metropolitana desta capital, onde produzirá cinco mil veículos do modelo BR-800 por mês. Mas ainda este ano, nos próximos 90 dias, a Fyber indústria de veículos S/A, uma empresa genuinamente cearense, começará a produzir pelo menos mil unidades por mês de um jipe de luxo, com design moderno e avançado, segundo o empresário Rogério Farias, que divide com seu irmão Agilberto, o Bill, a direção da Fyber, cujo parque industrial se localiza em Fortaleza, nas proximidades do Estádio co castelão. A Fyber produz há 15 anos o Bugre “Fyber-2000”, que lidera 95% o mercado desse tipo de veículo no país, com produção mensal de 100 unidades. O pioneirismo da Fyber na fabricação de lugares no Ceará abriu o mercado de veículos esportivos para outras empresas, que atualmente produzem, embora em escala bem menor, bugres de outras marca, como “Magnata” “Cumbuco”, “MX” e “Happy”. A Gurgel começará a instalar sua nova fábrica nos próximos dois meses, num terreno de 65 hectares, adquirido pelo proprietário da empresa, João Augusto Gurgel do Amaral, por NCz$ 1,5 milhão. O Governo 

do Ceará terá participação acionária, com a aquisição de 500 lotes de ações e o fornecimento das obras de infra-estrutura, como água, luz e gás-natural. 

TROLLER. FORÇA, RESISTÊNCIA E PAIXÃO SOBRE RODAAS. 

TROLLER. POWE RESISTANCE AND PASSIO ON WHEELS. 

CRESCIMENTO DA REDE DE DISTRIBUIÇÃO: NOVA PROJEÇÃO PARA A MARCA Até 2001 a Troller contava com quatro revendas no País. Desde o início de 2002, a Troller vem ampliando sua rede distribuidora e atualmente apresenta revendas em todas as regiões. Além das concessionárias, a Troller conta hoje com pontos de assistência técnica credenciados em todos os estados do Brasil. 

UM SALTO NA CAPACIDADE DE PRODUÇÃO Atualmente são produzidos 6 veículos/dia, cerca de 120 por mês. Com a linha de produção finalizando sua curva de otimização, esse número sobe para 8 veículos/dia. Com a adição de um novo turno de produção e acréscimo de 35% de mão-de-obra, a capacidade instalada total é de, aproximadamente, 400 veículos/mês. 

O DNA DE UM CAMPEÃO DESEMPENHO: torque e dirigibilidade viabilizam o sucesso em competições mundiais e nacionais, garantindo extraordinária performance em off-road e, ao mesmo tempo, excelente desempenho no asfalto. RESISTÊNCIA: durabilidade e robustez garantidas pelo conjunto de carroceria `powertrain ́ e chassi, comprovadas pelo título de Campeão Mundial de Rally Cross Country em 2001. VERSSATILIDADE: possibilita tanto uso off-road quanto on-road. DESIGN: Combinando a estrutura clássica de aspecto rústico do jipe com estilo moderno, de linhas arrojadas. ECONOMIA: tanto no valor do veículo quanto no prêmio do seguro, no seu reduzido consumo e, ainda, nos baixos custos e simplicidade de manutenção e reparo. CONFORTO: apesar da aparência robusta, são baixos o ruído e a vibração internos. Sua direção hidráulica e opcionais, como ar-condicionado, trio elétrico, entre outros, tornam-no um off-road mais confortável que muito on-road disponíveis no mercado. 

BRASILIDADE: concebido integralmente no Brasil, o Troller adapta-se como nenhum outro às dimensões continentais, à diversidade geográfica e às condições pouco favoráveis da maior parte da malha rodoviária do país. 

Essas características permitem que o TROLLER tenha ótimo desempenho tanto em áreas urbanas (em malhas de maior ou menor qualidade) quanto em caminhos com os mais variados tipos de terrenos, incluindo lama, pedras, areia, cascalho, em subidas íngremes ou decidas acentuadas. O TROLLER traduz um estilo de vida particular, realiza sonhos, desperta desejos. A Troller usa e recomenda lubrificantes Ipiranga 

TUDO SOBRE O TROLLER 

O Troller T4 é oferecido nas versões capota de vinil e rígida, básica e completa. 

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS 

Motor: Diesel MWM 2.8 l Turbo intercooler. Potência Líquida: 114,25 cv (a 3200rpm) Troque: 32.7 NM (a 1800rpm) Cilindrada: 2.800 cm3 

Disposição: 4 cilindros em linha Diâmetro x curso: 93,0mmx 103,0mm Taxa de Compreensão: 19,0:1 Refrigeração: a Água Caixa de Transferência: central de redução de 2,48:1 de acionamento elétrico Transmissão: Câmbio manual de alto desempenho, 5 marchas sincronizadas à frente e 1 à ré Relação de transmissão: 1a – 4,079:1; 2a – 2,289:1; 3a – 1,472:1; 4a – 1,000:1; 5a – 0,809:1; Ré – 3,676:1 

DESIGN, AMBIENTAÇÃO INTERNA E ACABAMENTO Porta traseira (melhor acesso ao compartimento de bagagem); Bancos dianteiros com suporte inferior pantográfico; Bancos traseiros bi-partidos duplamente escamoteáveis; Painel; Console central; Revestimentos laterais de portas; Espelhos retrovisores internos; Luz de Suporte do estepe fixo à porta traseira; Fechaduras das portas; Bocal do tanque de combustível (embutido) Itens opcionais: Trava elétrica; retrovisor elétrico; console de teto com luz de cortesia e suporte para auto- falantes; ar-condicionado/ar-quente; rodas de liga-leve (reestilizadas); vidro elétrico com temporizador; faróis de milha; engate com bola; pára-choques, estribos e suporte de estepe na cor do veículo. 

ACESSÓRIOS Snorkel; pára-choque street; guincho e suporte; roda diamantinada; pneus MUD e All Terrain; som; alarme; inclinômetro; quebra-mato; banco de couro; protetores – Carter, tanque, caixa de transferência e reduzida. 

A TROLLER E SUA HISTÓRIA 

A Troller Veículos Especiais S.A. é uma fábrica brasileira localizada em Horizonte, Ceará. Iniciou suas operações em 1994 com produção artesanal, em pequena escala (2 a 3 veículos/mês), e chegou ao ano de 2001 profissionalizada, com produção e comercialização superior a 1.000 veículos. Única montadora de automóveis genuinamente brasileira, a Troller conseguiu desenvolver um produto com índice de nacionalização de cerca de 93%, com fornecedores de primeira linha, como MWM, Dana, Varga, Continental, Pirelli, Bosch, Visteon, Cofap, Eaton, Mangels, AVM, entre outros. Em 2001, a Troller firmou importantes parcerias com as marcas Ipiranga e Brasilveículos e renovou a parceria com Dana e BFGoodrich Pneus. Em 2002, ampliou sua rede de parceiros, incluindo Garret, SempToshiba, T-Systems, Scorro, Adventure Gears e Lubrizol. O trabalho desenvolvido com essas marcas, que primam pela qualidade de seus produtos e serviços, contribui para o contínuo desenvolvimento dos produtos Troller, através de inovadoras parcerias tecnológicas. 

O BRASILEIRO CAMPEÃO Em ralis nacionais e internacionais, a Troller vem se estabelecendo como marca de reconhecida robustez e confiabilidade, tendo conquistado diversos títulos notáveis. Conheça abaixo a trajetória do “Menino Prodígio”. 

CAMPEONATO BRASILEIRO DE RALLT – 2000 Em 2000 a Toller venceu a maior parte das categorias no Campeonato Brasileiro de Rally dos Sertões. 

CAMPEONATO MUNDIAL DE RALLY – 2001 Em 2001 veio a conquista, inédita para o Brasil, de Campeão Mundial de Rally Cross Country, derrotando gigantes como Nissan, Mitsubishi, Toyota e Land Rover, com a única equipe 100% brasileira – carro, montadora, piloto e navegador. A conquista do campeonato mundial reuniu vitóriasno Máster Rallie (França), do Rally da Tunísia, do Rally de Marrocos e do Rali dos Pampas (Argentina), além do 4° lugar no Rally da Itália e do 5° lugar no Baja España Aragon. 

CAMPEONATO BRASILIERO DE CROSS COUNTRY – 2002 Em 2002, comprometido apenas no Brasil, a Troller venceu nas 3 provas já disputadas pelo Campeonato Brasileiro: Rally dos Sertões (Categoria Production Diesel), e Rally Terra Brasil (Geral e Super Production Diesel). 

TROLLER FÁBRICA/PLANTA Rod. BR116, Km 37,7 – Horizonte/CE – Fone: 00 55(85)336-9400